Fit Cultural: O que é e por que é importante no processo do R&S?
Blog

Fit Cultural: O que é e por que é importante no processo do R&S?

Quem trabalha constantemente no ambiente empresarial com certeza já ouviu falar sobre o Fit Cultural. Um processo importante e que precisa ser avaliado durante a gestão de pessoas. E isso vale principalmente durante a contratação do colaborador.  Afinal é ideal que os interesses dos colaboradores estejam encaixados na cultura organizacional.

Se o desafio da sua empresa está justamente nisso, não se preocupe. Através desse conteúdo decidimos explicar melhor o que é Fit Cultural. Assim como porque o mesmo é importante para o seu processo do R&S. Focar nele pode ser uma saída importante para encontrar bons profissionais.  Acompanhe.

 

Afinal, o que é Fit Cultural?

Se você é gestor saiba que é essencial saber o que de fato quer dizer Fit Cultural. O mesmo é caracterizado como um cálculo de probabilidade. Isso mesmo! As chances prováveis do futuro colaborador refletir e ser capaz de se adaptar ao que a empresa pensa ou idealiza. Ou seja, a sua cultura organizacional.

Podemos definir o processo como um alinhamento entre os traços de personalidade do candidato, assim como suas habilidades comportamentais para com os valores e missões da empresa. Para quem não sabe, a cultura organizacional é o conjunto de crenças, hábitos e valores que influenciam as pessoas. Assim como interferem nas decisões e processos empresariais.

Portanto, ao analisar tais características é possível encontrar colaboradores que possuem motivação parecida. Além disso, tenham envolvimento e permanência na empresa também. Isso porque os objetivos de ambos estarão seguindo a mesma linha.

 

Os tipos de culturas organizacionais

Ao fazer esse alinhamento entre os interesses as empresas ganham muito. E não estamos falando aqui somente de questões econômicas. Ao incluir o Fit Cultural no processo de recrutamento e seleção é possível encontrar as pessoas certas. Assim como permitir que a equipe se torne mais motivada e produtiva. Sem contar a diminuição do turnover e gastos extras.

Portanto, colocar a cultura organizacional durante o processo é importante. Pois, existem hoje diversos tipos de culturas. Ao selecionar os candidatos vale a pena saber o que eles pensam, sentem ou idealizam, por exemplo.

Citamos abaixo algumas das culturas existentes e que precisam ser consideradas.  São elas:

  • Cultura com foco totalmente na experiência do cliente, ou seja, buscam servir aos clientes finais.
  • Culturas orientadas em pessoas, ou seja, que dão ênfase no respeito, dignidade e ética das mesmas.
  • Culturas Agressivas, as quais possuem como foco resultados, processos e metas;
  • Culturas Estáveis, que por sua vez, valorizam a estabilidade e previsibilidade;
  • Culturas Inovadoras, as quais focam na inovação, flexibilidade e também adaptação.

 

A importância do Fit Cultural no Processo de R&S

Como vimos acima, muitas são os tipos de culturas organizacionais. Portanto, o Fit Cultural tem um papel importante na contratação. Pois, por mais talentosa que a pessoa seja, a mesma pode não se adaptar a cultura da empresa. Assim como deixá-la em pouco meses por não ter a aderência desejada. Ou então não compactuar com o processo empresarial.

Colocar o Fit Cultural no processo de R&S permite então encontrar o perfil compatível com a organização. Onde tanto a empresa, quanto o colaborador compartilham os mesmos valores. Ou seja, juntos conseguem ter a mesma linha de objetivos e pensamento para encontrar bons resultados.

Contudo, é claro que a chave do sucesso ainda é o equilíbrio. Afinal, não basta apenas contratar o colaborador focado na cultura organizacional. O mesmo também precisa ter consigo as habilidades e competências necessárias para o cargo. Por isso uma boa análise e experiência na gestão de pessoas faz diferença. Às vezes, contratar uma empresa especializada no assunto é ainda o melhor caminho.

 

Os benefícios do Fit Cultural para sua empresa

Por fim elencamos abaixo os principais benefícios do Fit cultural na contratação. Ao levá-lo em consideração é possível:

  • Ter mais precisão nas contratações;
  • Aumentar o desempenho e produtividade da empresa diante de uma equipe focada em 100% no propósito da empresa;
  • Reter bons colaboradores;
  • Envolver os funcionários nos propósitos e missão da empresa, assim como entregar melhores resultados.

 

Recomendação

Para concluir, nossa recomendação é que o recrutador conheça exatamente como é a cultura da empresa antes da contratação. Como vimos ao longo do artigo, o Fit cultural tem um papel importante do processo de recrutamento, assim como traz benefícios as empresas. Contudo, durante a jornada é essencial ser verdadeiro com os futuros colaboradores.

Isso porque falar sobre cultura organizacional é bastante íntimo. Ou seja, precisa ter informações verdadeiras de como a empresa atua no mercado. E não apenas passar uma boa impressão em busca de talentos.

É comum durante o processo, o RH passar uma boa imagem da empresa ao candidato. Isso é até mesmo aconselhável. Contudo, é importante também passar informações verdadeiras de modo a evitar danos a longo prazo como a falta de alinhamento do contratado com a cultura, por exemplo. Assim como gerar conflitos no ambiente de trabalho, obter alta taxa de turnover e também deterioração da marca empregadora.

 

Ainda está tendo problemas para recrutar bons profissionais?

Entre em contato com a equipe especializada da Future RH.