Hard e Soft Skills
Blog

Hard e Soft Skills: Qual a diferença entre elas?

Termos como Hard e Soft Skills estão muito presentes no mundo corporativo. Voltados para o setor de Recursos Humanos, os mesmos têm como principal função facilitar o trabalho de gestores e profissionais de RH.

Isso porque ao trabalhar os conceitos, as principais habilidades requeridas para a vaga são verificadas. Ou seja, mais chances de encontrar o melhor profissional para a área desejada são criadas.

Fato é que muitas empresas ainda não sabem bem a diferença entre Hard e Soft Skills. Por muito tempo o conceito Hard Skills foi o mais utilizado pelos recrutadores. Contudo o desenvolvimento do mercado de trabalho exigiu mudanças. Pois separar o tipo de aptidão apresentado por cada profissional se tornou importante.

Diante disso, neste conteúdo explicamos a diferente entre Hard e Soft Skills. De modo que você, gestor, conheça os dois conceitos e sua importância para o processo de seleção. Além disso, também conheça alguns exemplos para melhor exemplificar sua aplicação. Acompanhe.

 

O que são Hard e Soft Skills?

Considerados conceitos fundamentais para gestores e profissionais de RH, Hard e Soft Skills são habilidades que precisam ser analisadas durante a seleção de candidatos.

Ambas envolvem objetivos como conhecimentos, habilidades técnicas, comportamentos e habilidades sociais.

Hard Skills são caracterizadas como capacitações técnicas que o usuário possui. Neste caso entram para a conta toda a experiência vivida em outra empresa. Assim como capacitações adquiridas por diplomas, por exemplo. Normalmente são capacitações já trazidas no currículo.

Entram para as Hard Skills conhecimentos como língua estrangeira, estudos, conhecimento práticos em máquinas, assim como noções de informática.

Já as Soft Skills são habilidades mais escondidas. As mesmas envolvem habilidades pessoais, onde nem sempre conseguem ser visualizadas em um primeiro momento. Neste caso, são características mais difíceis de serem analisadas, visto que dependente bastante da convivência diária. Assim como entrevista presencial e até mesmo de dinâmicas em grupo.

Entram para as Soft Skills as competências como comunicação interpessoal, capacidade de persuasão, proatividade, resolução de conflitos entre outros.

Portanto saber diferenciá-las é um ponto importante na hora de contratar. Isso porque hoje as funções exigem a análise de ambas habilidades para encontrar o melhor tipo de profissional para a área.

 

Quais as principais diferenças entre Hard e Soft Skills?

Agora que você já conhece um pouco de cada uma das habilidades, vale destacar quais as principais diferenças entre Hard e Soft Skills.

Podemos dizer que a principal delas se refere a forma com que se é possível comprová-la. Visto que muitas empresas buscam por profissionais capacitados tecnicamente por terem comprovação mais direta. Contudo esquecem alguns conceitos do aspecto emocional que poderiam ser mais vantajosos se fossem comprovados com mais facilidade.

Dentre outras diferenças estão:

  • Atributos de avaliação: onde as Hard Skills conseguem comprovar as habilidades com mais facilidade e as Soft Skills necessitam de mais conhecimento por parte do gestor.
  • Atributos de Aprendizado: onde processos de seleção exigem ações mais técnicas de aplicação para hard Skills e mais experiência psicossocial para processos de Soft Skills.
  • Atributos de Importância: onde cada habilidade contém sua importância da empresa. Visto que além da técnica e prática da atividade, o lado comportamental do candidato traz importantes conclusões.

 

Qual a importância dos dois tipos de habilidades para a empresa?

E por fim, não podemos deixar de falar sobre a importância da Hard e Soft Skills para as empresas. Isso porque anteriormente era comum as empresas focarem apenas nas Hard Skills. Contudo, com as mudanças necessárias no mercado de trabalho, trabalhar as Soft Skills se tornou essencial para o processo.

Isso porque para contratar um vendedor, por exemplo. Não basta apenas o candidato ter experiência na área e saber o serviço. Mas também é necessário que o mesmo conte com a habilidade de negociação e comunicação, por exemplo.

Outro exemplo dessa importância vem no trabalho em equipe. Onde o conhecimento prático é bastante importante, contudo trabalhar em equipe é um fato diferencial. Caso o candidato não consiga trabalhar neste caso, talvez não seja o ideal para vagas que exijam tal recomendação, por exemplo.

Portanto, usar as habilidades Hard e Soft Skills durante o processo de seleção é essencial para acertar no recrutamento.

 

Exemplos das habilidades

Para concluir, criamos uma lista com os principais exemplos de habilidades Hard e Soft Skills para diferenciar. São elas.

Exemplos de Hard Skills:

  • Fluência em Idiomas;
  • Diploma de Graduação;
  • Conhecimento técnico sobre Dados Estatísticos;
  • Habilidades em cálculos matemáticos;

 

Exemplos de Soft Skills:

  • Trabalho em Equipe;
  • Pensamento Crítico;
  • Comunicação Objetiva;
  • Liderança.

 

Agora que você já compreendeu a diferença entre Hard e Soft Skills, conheça também: